terça-feira, abril 10, 2007

Mentiras fundamentais da «Paixão de Cristo» - 6

6. Jesus esteve sepultado 36 horas e não três dias
O tempo de permanência de Jesus no sepulcro, antes de ressuscitar, devia ter sido de três dias e três noites completos e sucessivos, conforme profetizado pelo próprio (ver Marcos 9, 31). Ora, este "messias" da Galileia "ressuscitou" ao fim de apenas um dia e meio, invalidando por excesso de rapidez o "sinal de Jonas" que pretendia ver aplicado a si próprio.
Se, como relatam os evangelhos, Jesus foi sepultado ao entardecer de uma 6ª feira, ou já de noite (ver Lucas 23, 54), no domingo "ia para amanhecer" (ver Mateus 28, 1) e já o corpo havia desaparecido do túmulo devido à sua ressurreição (dizem eles!). Assim, na 6ª feira, o cadáver esteve sepultado 6 horas, no máximo, mais todo o sábado e, finalmente, um máximo de 6 horas no domingo: são apenas cerca de 36 horas que permaneceu morto, metade do prometido para que se cumprisse adequadamente a profecia que Jesus fizera aos apóstolos (ver ainda Mateus 12, 38-40).
Cego é também aquele que não quer ver, ou não sabe fazer contas!
7. Outras alucinações neotestamentárias
Os cristãos comungam hoje a crença de que Jesus possui o poder de ressuscitar os mortos no dia do Juízo Final (o que quer que isso seja!). Mas isso é deveras surpreendente, pois nem Mateus nem Marcos nem Lucas escreveram uma só palavra sobre tais mágicos poderes. Só o místico e esotérico autor do evangelho de João (6, 40) indicia tal poder, que nem sequer o perverso Paulo atesta (este arrependido de Tarso reservava só para Deus, e não para Jesus, o poder de ressuscitar os mortos). Em Actos dos Apóstolos (2, 23-24), escrito pelo mesmo autor do evangelho de Lucas, Jesus ressuscita por obra de Deus, mas em João (10, 17-18) foi o próprio Jesus que teve o poder de se auto-ressuscitar. Para um livro que dizem traduzir a palavra de Deus e que foi escrito sob sua inspiração, há aqui qualquer coisa que não é razoável...
Por outro lado, e tendo em conta os denodados esforços (que parece terem incluido alguns supostos milagres!) feitos em vida pelo nazareno, para tentar convencer as massas da verdade da sua mensagem, parece incrível que tenha aparecido somente aos seus íntimos e não a todo o povo, ou até a Pilatos, desprezando uma oportunidade única de converter todo o império romano de uma só vez!
Em suma, os vazios, contradições e incongruências narrativas dos relatos bíblicos, em geral, só podem ser tomados como puras invenções destinadas a endeusarem a figura de Jesus, ajustando-o artificiosa e criativamente à figura dos mitos pagãos que, à época, difundiam jovens deuses solares expiatórios que ressuscitaram após a morte.
É incrível como, durante séculos, se perpetua a crença numa estória reconhecidamente tão mal contada!

Etiquetas:

7 Comments:

Blogger morffina said...

Que sssaudadesss de quando tudo era em Latimzzzze! Asssim ninguém percebiazzzze!

Abraço
MF

4:56 da tarde  
Blogger morffina said...

Bem! Devo acrescentar, mesmo hoje, ninguém percebe porque ninguém sabe ler verdadeiramente, isto é interpretar o que lê, ou recusa-se a compreender ou pensar.

Enfim, é o que vulgaramente chamamos o "engana-me que eu gosto!"

4:59 da tarde  
Blogger Editor da Revista do Protestante said...

Olá, bom eu fui verificar estas passagens na minha Biblia. O que eu posso te dizer é que eu encontrei em Lucas 23:44 uma passagem que diz que Jesus Morreu 12:00(NTLH),entretanto foi sepultado no final da Tarde ou de noite, entretanto ele morreu na sexta mais ou menos na hora do almoço e ressucitou no domingo de manhã concorda???De acordo com o Dicionário Junior: ¹dia é o período de tempo que o Sol Ilumina a terra, bom sabado disso, sexta o Sol se abriu, sabado tabem e Domingo de manhã tambem. QWual é o erro então.Horas??Sexta é um dia Sabado outro e Domingo outro, a Biblia em nenhum momento disse que era em 72h ou 3 dias e tres noites, ela não especifica!!!!Bom só para vc tirar esta Dúvida que vc tem, sobre a Biblia se complementar, leia Isaias 53(Reconhecido por Judeus), um Texto de 600 A.C. que relata a morte e a ressureição de Cristo.Bom se vc tiver alguma pergunta , me escreva, o meu blog é este www.revistadoprotestante.blogspot.com
Abraço

8:21 da tarde  
Blogger Editor da Revista do Protestante said...

Desculpe pelos erros de Portugues, não revisei!!!Espero a sua vísta no meu Blog!!!Abraço boa semana!!

8:24 da tarde  
Anonymous Sem Quorum said...

Caro amigo:
Isaías 53, como todos os textos veterotestamentários, especialmente as profecias de todos os profetas, maiores ou menores, foram redigidos posteriormente aos factos ocorrerem. Jesus apropriou-se de muitas das profecias (ver ex. Zacarias 9, 9) para fazer crer que era o messias. Meu caro: se lesse todos os textos que postei, compreenderia.
Mateus refere: 3 dias e 3 noites completos e sucessivos, numa alusão de Jesus a Jonas: faça bem as contas e não deturpe a semântica dos termos "dia" e "noite"; busque um dicionário sénior e não um júnior...
Cumprimentos e prometo que visitá-lo-ei e desde já agradeço sua visita ao meu blog!
ALM

8:39 da tarde  
Blogger Ai meu Deus said...

Ó semquorum,

1. tu estás doutor em Religião Cristã, Homem! Cá para mim deves ter tirado uma licenciatura (ou doutoramento?) na Universidade Independente.

2. Vês como os protestantes esclarecem bem as coisas? tu só lês o catecismo católico!...

Abraço.

11:24 da tarde  
Blogger pepi legal said...

QUER RESPOSTA PARA QUALQUER PERGUNTA DA BÍBLIA? É SIMPLES, PERGUNTE AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ.

6:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home